Ir para Conteúdo principal
COVID-19 - Medidas adoptadas pela Justiça
Reabertura das conservatórias de Registos

bandeira_uetopo637108917087686182

Projetos Cofinanciados pela UE

• T+: GAVTA - Tribunal +: Gestão de Áudio, Vídeo e Transcrição Automática

 

Designação do Projeto: T+: GAVTA - Tribunal +: Gestão de Áudio, Vídeo e Transcrição Automática

Código da Operação: POCI-02-0550-FEDER-035465

Objetivo temático: Melhorar a capacidade institucional das autoridades públicas e partes interessadas e a eficiência da administração pública (OT2)

Prioridade de investimento: PI 2.3 - O reforço das aplicações de TIC para a administração em linha, a aprendizagem em linha, a infoinclusão, a cultura em linha e a saúde em linha.

Beneficiário: Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça I.P. (IGFEJ I.P.)

 

Data de início: 01/02/2019

Data de conclusão: 31/12/2021

Investimento elegível: 999 625,08 €

Financiamento: Feder 849.681,32 €

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

A operação T+: GAVTA tem como principal objetivo alargar a 42 tribunais uma nova solução de gestão de áudio, vídeo e transcrição automática, desenhada e testada num piloto, para dar resposta a oportunidades de melhoria, identificadas aquando da fase de diagnóstico, e que estão associadas à simplificação administrativa e reorganização das secretarias dos tribunais, com vista a:

  • Aumentar a eficiência a nível de fluxos e procedimentos, potenciando a otimização do funcionamento e da atuação das secretarias dos tribunais, dos oficiais de justiça e dos magistrados;
  • Dotar e apetrechar os tribunais de melhores condições, que permitam a audição de testemunhas, vítimas e outros, a sua captação e gravação e, sempre que necessário, beneficiar da transcrição automática de conteúdos vários, minimizando a necessidade de repetir diligências.

 

Com a presente operação pretende-se atingir os seguintes resultados:

  • Melhorar a eficiência organizacional, incrementar segurança da informação e reduzir os custos de operação associados;
  • Eliminar a necessidade de utilizar suportes físicos (DVD, CD, pen drives, etc.) para armazenamento dos conteúdos;
  • Elevar os níveis de qualidade da captação do áudio para patamares superiores aos que se verificam atualmente, minimizando a repetição de diligências por ausência de um registo áudio capaz de satisfazer as partes;
  • Aumentar da produtividade dos oficiais de justiça e dos magistrados, com impacto direto na redução da pendência processual;
  • Aumentar a eficácia e eficiência ao nível administrativo, potenciando a otimização do funcionamento e da atuação das secretarias dos Tribunais, no que respeita ao tratamento administrativo das transcrições;
  • Sensibilizar os técnicos dos tribunais para tirar partido das novas funcionalidades, amplificando e maximizando os efeitos dos resultados pretendidos.